27 de jan de 2018

Volmir Martins, o Rio Grande do Sul perde um dos seus filhos mais queridos!


O Rio Grande do Sul amanheceu triste neste sábado (27/01) com a notícia da morte do cantor, trovador e repentista Volmir Martins, ícone da música tradicionalista de nosso estado. Aos 48 anos, o cantor morreu em um grave acidente que ocorreu nessa madrugada na cidade de Getúlio Vargas. Ele conduzia uma van quando perdeu o controle do veículo e caiu no rio Castilha. Segundo informações passadas por seu empresário, Marcos Torres, Volmir acabou morrendo afogado por não conseguir sair do veículo. Ele deixa duas filhas, Giovanna e Bibiana, família e milhares de fãs e amigos.

Com amigos em Venâncio Aires. Nessa ocasião buscamos Volmir Martins que seguiu viagem conosco rumo a Santiago e depois Alegrete.

Com amigos na casa de Volmir Martins em Eldorado do Sul. Na ocasião, após pernoitar em sua casa como era costume, tomando um belo café colonial campeiro.

Eu e amigos jantando na churrascaria Garcias em Porto Alegre. Dentre os amigos o querido Volmir Martins.
Do editor:
Fiquei bastante triste com a notícia do trágico acidente que ceifou a vida do nosso querido Volmir Martins, o famoso “ataca as éguas Salvador”. Volmir era um artista que além de sua música, levava a todos muita festa e alegria, espalhando sorrisos por onde passava. No seu programa na televisão sempre abriu portas pra todos, descobrindo e incentivando inúmeros talentos da nossa música gaúcha. Tive o prazer de conhecer e conviver com ele através do amigo Lucio do Prado. Tenho certeza que o patrão celestial está recebendo o nosso querido ataca as éguas com os braços abertos. Que Deus conforte o coração de sua família, amigos e todos os fãs que conquistou mundo afora! 
Ataca as éguas São Pedro, que o gaúcho mais taura do Rio Grande está chegando pra viver junto contigo!

26 de jan de 2018

Milhares de fiéis devem lotar litoral gaúcho para louvar Mãe Iemanjá

Imagem de quase 9 metros de Mãe Iemanjá em Cidreira, no litoral norte do RS. 
As praias gaúchas devem lotar neste final de janeiro, começo de fevereiro, onde são esperados milhares de fiéis vestidos de branco, carregando flores e cantando cânticos religiosos para celebrar os festejos tradicionais de Mãe Iemanjá. Os dias com maior fluxo de devotos serão 1ºe 2 de fevereiro, esse último dia consagrado em homenagem a rainha das águas.
Considerada mãe de todos os Orixás, Iemanjá é a divindade africana mais popular do planeta, sendo cultuada por seus devotos que vão até as praias para levar oferendas, caminhando inúmeros quilômetros em procissão como forma de demonstrar agradecimento e gratidão por promessas e graças alcançadas.
Mais de mil templos religiosos e seus seguidores vão ir até o litoral gaúcho para participar das celebrações, sendo muitos deles do Rio Grande do SulSanta Catarina e também do Uruguai. Dentre as religiões africanistas cultuadas no Brasil as mais populares são UmbandaCandomblé e o Batuque, que é um culto encontrado apenas no sul do Brasil.

25 de jan de 2018

Juiz determina apreensão do passaporte e proíbe Lula de sair do Brasil

O ex-presidente Lula se programava para viajar para a Etiópia nesta sexta-feira (26/01), mas foi surpreendido com a decisão tomada por Ricardo Leite, juiz da 10ª Vara da Justiça Federal do Distrito Federal que determinou a apreensão de seu passaporte, proibindo ele de sair do Brasil. A determinação do juiz Ricardo Leite não tem relação direta com a condenação de Lula pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região. Ela foi tomada no âmbito do processo que para o tráfico de influência feito pelo líder petista na compra de aviões militares suecos pela Força Aérea Brasileira.
Nesse processo ele deverá ser interrogado no próximo dia 20 de fevereiro. Lula se tornou réu no processo dos caças em dezembro de 2016. De acordo com o Ministério Público os crimes teriam sido praticados entre 2013 e 2015, quando Lula, como ex-presidente, teria participado de um esquema para beneficiar empresas junto ao governo de sua sucessora Dilma Rousseff.

24 de jan de 2018

Opinião do editor: condenação de Lula em segunda instância

O PT e seus fiéis querem ver todos os seus adversários presos, muitos merecidamente, mas seguem com seu fanatismo e sua defesa cega a Lula, falando em perseguição e tudo mais. Existem provas robustas e consistentes e hoje durante o julgamento os magistrados foram pontuais lendo e explicando ponto por ponto. Não serão retóricas, narrativas e discursos que pregam o medo e o terror que vão impedir que a Justiça seja feita. O homem que iludiu o coração e a alma dos brasileiros, que enganou uma nação e montou o maior esquema de corrupção da história desse país finalmente está perto de pagar pelos seus crimes. Brasil/Justiça 3x0 Impunidade.
Ninguém está acima da lei. Tchau, querido!


23 de jan de 2018

Sem surpresa, PSB mostra que sempre foi uma linha auxiliar de Lula e do PT

Carlos Siqueira, presidente nacional do PSB.
Por mais que seja uma dura decepção para alguns, para maioria era algo esperado. O PSB que deixou de andar lado a lado com o PT em 2014, quando se preparava para disputar o Planalto contra Dilma, volta então as suas origens mostrando que nunca deixou de ser uma mera linha auxiliar de Lula e do petismo.
Em nota divulgada nas redes sociais, a Executiva nacional do PSB declarou apoio a Lula, manifestando seu repúdio a Justiça que investiga crimes de corrupção, se posicionando contra qualquer condenação a Lula, responsável pelo maior esquema de desvio de dinheiro público da história desse país. Sem dúvidas os eleitores não vão esquecer dessa nota do PSB!

Ex-PSL, Fábio Ostermann se filia ao Partido Novo


Após a saída dos membros do Livres do PSL em função da filiação do presidenciável Jair Bolsonaro ao partido, os líderes do movimento já confirmaram que a sua estratégia será buscar espaços em outros partidos, tornando-se um movimento suprapartidário. Diante disso, o cientista político e um dos principais líderes do movimento, Fábio Ostermann, já comunicou sua filiação ao Partido Novo, o único partido integralmente liberal do país.
Ostermann que era presidente do PSL no RS, já foi candidato à prefeitura de Porto Alegre em 2016 e agora deverá buscar uma cadeira na Câmara dos Deputados. Sendo uma referência importante para os jovens liberais no país, ele já percorre o Rio Grande do Sul em busca de apoios para construir sua candidatura. O Partido Novo no RS não deverá ter candidatos a deputado estadual, apenas candidatos a deputado federal, além de governador e presidente da República.

Nova Esperança do Sul se prepara para 57ª Festa e Romaria de Nossa Senhora de Fátima


A Paróquia São José, de Nova Esperança do Sul, na região central do RS, estará realizando no próximo domingo (28/01), a 57ª Festa e Romaria de Nossa Senhora de Fátima. A romaria sairá às 06h da Igreja Matriz, junto à praça central, e vai ir em direção à Linha Um, cerca de nove quilômetros da cidade, onde está localizada a famosa gruta subterrânea. São esperados milhares de fiéis que participam todos os anos desse festival de fé e devoção. É o maior evento do município e um dos maiores eventos religiosos da região.

Clique na imagem para ampliar.

Eleições: José Serra declara que não será candidato neste ano

José Serra não será candidato ao Governo de São Paulo.
O líder tucano José Serra era um dos nomes mais lembrados quando o assunto era a sucessão de Geraldo Alckmin no governo do Estado de São Paulo, topando até disputar prévias com outros nomes do PSDB pela indicação do partido. Porém, abatido com as denúncias envolvendo seu nome na operação Lava Jato, o tucano decidiu que não disputará nenhuma eleição neste ano, seja para o governo do estado, seja para presidência da República.
Serra é senador por São Paulo e ainda conta com mais cinco anos de mandato. Na casa já se movimenta para construir sua candidatura à presidência do Senado, almejando a cadeira que hoje é ocupada por Eunício Oliveira (MDB). Sem ele na corrida pelo Palácio dos Bandeirantes, sede do governo estadual, o PSDB ficará entre os nomes do prefeito de São Paulo João Doria, do ex-deputado José Aníbal, do secretário Floriano Pesaro e de Luiz Felipe D’Avila, cientista político, além da possível coligação com Márcio França do PSB, vice de Alckmin que assumirá o governo após a licença do titular para disputar o Planalto.

22 de jan de 2018

Presidente do Livres afirma que o movimento adotará estratégia suprapartidária

Coletiva de imprensa do Livres.
Membros do Livres, movimento liberal que deixou o PSL após a migração do presidenciável Jair Bolsonaro para o partido, devem disputar as eleições por vários partidos. De acordo com o líder do movimento, Paulo Gontijo, os membros do Livres já estão em avançadas articulações com o Novo, PPS, Rede e Podemos. Eles podem ser candidatos por esses partidos, mediante um acordo que ofereça independência e liberdade para que eles possam defender seus valores, com espaços para as suas propostas.

21 de jan de 2018

Conheça os pré-candidatos ao Planalto: Henrique Meirelles do PSD


Dando sequência a séria que apresentará aos nossos leitores e aos demais eleitores os possíveis candidatos à presidência da República, apresentaremos hoje Henrique Meirelles do Partido Social Democrático.
Henrique de Campos Meirelles tem 72 anos, é engenheiro civil, executivo da área financeira com conceituada carreira internacional, considerada uma das figuras mais respeitadas do ambiente financeiro brasileiro internacional. Desde 12 de maio de 2016 é o Ministro da Fazenda, responsável pela recuperada econômica promovida pelo Governo Temer, sendo fiador principal das vitais reformas em curso no país.


Meirelles foi presidente internacional do BankBoston (principal executivo) e presidente do Banco Central do Brasil (BCB), cargo esse que ocupou de 2003 a 2011 durante o governo Lula. Ele foi Chairman do Lazard Americas, banco de investimento sediado em Nova York, sênior advisor da Kolberg, Kravis and Roberts (KKR), uma empresa global de investimentos, membro do Conselho da Lloyd’s of London, empresa global de seguros, membro do conselho consultivo da J&F Investimentos, membro do Conselho de Administração da Azul Linhas Aéreas Brasileiras, entre outras tantas funções que já exerceu no setor privado.


Na política, em 2002, ele se candidatou a deputado federal em Goiás pelo PSDB e foi eleito com o maior número de votos no estado – 182 mil votos. O sucesso eleitoral de Meirelles foi tanto que impulsionado pelo mercado financeiro internacional, conquistado durante toda sua carreira profissional no setor privado, foi indicado por Lula para ocupar o cargo de presidente do Banco Central. Durante o período de sua presidência, a adoção de medidas liberais marcou o crescimento recorde da economia brasileira.  Para assumir a presidência do BCB ele desfiliou-se do PSDB e renunciou o cargo de deputado federal. Em 2005 foi o primeiro presidente do banco a obter formalmente o status de ministro de Estado.
Em 2011, três meses após o anúncio de sua saída do comando do BCB e a convite de Dilma, Meirelles assumiu o cargo no Conselho Público Olímpico, com mandato de quatro anos, sua função era coordenar todos os investimentos para a realização dos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro. Em outubro do mesmo ano, oficializou sua filiação ao PSD, partido que hoje é pré-candidato a presidência da República.


Logo estaremos apresentando os outros pré-candidatos ao Planalto. Não se esqueça de votar na nossa enquete ao lado!

20 de jan de 2018

Então, já que Lula quer voltar, Fernando Collor também quer

Fernando Collor durante a entrevista que declarou que quer ser candidato ao Planalto novamente. (Foto: Google Imagens)
Já que Lula, ex-presidente e condenado em primeiro grau por corrupção, quer concorrer a presidente da República, desrespeitando a lei e tudo que tem pela frente, outro personagem da política brasileira quer voltar ao Planalto, Fernando Collor de Mello. Em uma entrevista a rádio Gazeta de Arapiraca, Collor afirmou que existe um “vácuo” entre os possíveis candidatos, além de ter uma vantagem em relação aos eventuais adversários por já ter sido presidente do país.
Fernando Collor de Mello foi presidente mais jovem da história do Brasil e o primeiro eleito pelo voto direto após o Regime Militar. Ele foi presidente de 1990 até 1992 onde renunciou para evitar o processo de impeachment. Mesmo tendo renunciado antes, não conseguiu evitar o prosseguimento do impeachment que retirou seus direitos políticos, ficando inelegível durante oito anos. Foi então substituído pelo vice, Itamar Franco. Hoje ele é senador por Alagoas.

19 de jan de 2018

Sem Heinze, Onyx Lorenzoni deve impulsionar candidatura ao Piratini

Onyx Lorenzoni do Democratas e Luis Carlos Heinze do Progressista.
Com inúmeras indefinições no cenário político, parece mesmo que o deputado federal Luis Carlos Heinze deverá desistir de sua candidatura ao Piratini pelo Progressista (PP) e deverá buscar um novo mandato para Câmara dos Deputados. Esse recuo deve beneficiar muita gente, dentre eles o deputado Onyx Lorenzoni, pré-candidato do Democratas ao Governo do RS.
O eleitorado centro/direita gaúcho iria se dividir entre Lorenzoni e Heinze, fragilizando ambas as candidaturas. Isso se deve muito a semelhança ideológica e política entre os deputados. Tanto um como outro já se anteciparam e anunciaram o apoio a candidatura presidencial de Jair Bolsonaro. Os dois contam com uma postura conservadora, liberal em economia e sempre foram combativos aos governos petistas, tanto na esfera federal quanto estadual. Essa divisão entre o mesmo nicho não seria benéfica para ninguém. Agora sem Heinze, o protagonismo deverá ser de Lorenzoni que já corre em busca de apoios como PR, PPS, PRB e Solidariedade.
Leia também "Piratini, Heinze, Progressistas e o perigo do fogo amigo"